Alunos de residência técnica em obras públicas desenvolvem projetos de meio ambiente

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos desenvolveu, em seis meses, 13 projetos com apoio de profissionais contratados pelo Programa de Residência Técnica em Obras Públicas. O programa foi lançado pelo Governo do Estado no início do ano e selecionou 200 engenheiros e arquitetos,

Alguns dos projetos concluídos na área de meio ambiente no Litoral são o esgotamento sanitário da Vila das Peças, o centro de triagem de resíduos sólidos e o viveiro de Guaraqueçaba, a reforma da cooperativa de Superagui e os laboratórios para escolas de Superagui e Vila das Peças.

Entre os projetos em execução está educação ambiental com coleta e análise da água nas comunidades do litoral, a reforma do segundo andar do prédio da secretaria, o barracão de pescadores de Guaraqueçaba e a estrutura e apoio ao turista e equipe de resgate no Parque Estadual dos Palmitos e nos parques nacionais Pico Paraná e Ilha do Mel.

COLÉGIO – O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Colégio Estadual do Paraná (CEP), em Curitiba, iniciado há um mês, é um dos mais recentes. “Para desenvolver o plano, que faz parte do projeto CEP Sustentável, o colégio precisa de um diagnóstico e uma estimativa acerca do lixo gerado por ele. É isso que estamos fazendo, com visitas semanais ao colégio”, explica a engenheira ambiental Manuela Barbosa.

Ela está desenvolvendo o trabalho em conjunto com a arquiteta Tatiana Silva. “É uma área de atuação com a qual provavelmente eu não teria contato se não estivesse participando do programa de residência”, avalia Tatiana.

Nesta terça-feira (1.º), o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, reuniu-se com Manuela, Tatiana e outros engenheiros ambientais e arquitetos que atuam na secretaria e em suas autarquias no programa de residência técnica.

“Ao mesmo que contribuem com ideias novas e arrojadas, esses jovens ganham experiência não apenas na sua área específica de atuação, mas de forma globalizada”. Os supervisores do programa em cada órgão também participaram da reunião.

PROGRAMA – Os profissionais que integram o programa atendem as outras secretarias estaduais, Ministério Público e Tribunal de Justiça. O objetivo principal é treinar os profissionais na área de edificações públicas, com capacitação em projetos e obras públicas. Eles trabalham de segunda a quinta-feira e têm aulas às sextas-feiras.

Cada aluno recebe bolsa de R$ 1.900 e, na conclusão do curso, o certificado de especialização em Gestão de Projetos e Acompanhamento de Obras Públicas e certificado de Acervo Técnico do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR).

Fonte: Agencia de noticias.


  • Ariovaldo Pinheiro, 24 - CEP 91350-150 - Porto Alegre - RS
  • Fone: (51) 3019-1198 - (51) 9972-1186
  • helena@mundoambiente.eng.br
  • © Mundo Ambiente Engenharia